Home » Atualidades Rotárias » Um pouco do que o Rotary faz no Mundo

Um pouco do que o Rotary faz no Mundo

Projetos sem fronteira – Inst.Rotária “Fatiada” 24/05/2016b_500_0_16777215_00_images_Rotary2015

 

 Você sabia que?

1 – … Encontro com leões, girafas, elefantes, leopardos e rinocerontes não são fáceis mesmo para quem está fazendo safári na África. Ver estes majestosos animais torna-se ainda mais difícil para a maioria dos quenianos, que não tem dinheiro suficiente para pagar por tais aventuras e por visitas às reservas de seu próprio país.

2 – … “Estes animais costumavam vagar por todos os lugares, mas, por causa do aumento populacional e demanda por carne, estão desaparecendo”, diz Preston Mutinda, guia de safári em Kangundo, a cerca de 70 km da capital Naiaróbi. Em 2004, com o apoio do Rotary Club Troy, do Estado de Ohio, EUA, o guia abril o Centro Educacional da Vida Selvagem Mutinda, ocupando 8.000 m2 em Kagundo.

3 – … O Centro faz um trabalho semelhante ao do Brukne Nature Center, perto da cidade de Troy, onde Mutinda passou 3 mêses em 2001 graças a uma bolsa de estudos que recebeu do Rotary Club norte-americano. O Centro de Mutinda recebeu mais de 40 mil dólares do clube de Troy ao longo dos anos para financiar trabalhos de construção, aquisição de materiais e expansão de um programa educacional.

4 – … Agora os 20 mil visitantes anuais do centro podem assistir aos vídeos educativos e. É uma alegria observar a frenagem de uma criança quando vê um leão pela primeira vez, mesmo empalhado. Conclui. (Por Brad Weber) “O turismo de observação da vida selvagem representa 25% do PIB queniano”

5 – … No último mês de junho, 21 jovens selecionados por 21 distritos rotários, participaram de um programa eqüestre no sul da Hungria organizado pelo Rotary Club de Szekszárd. Esta atividade que ocorreu pelo 3º ano consecutivo, reuniu jovens de 15 a 22 anos de idade de países como Espanha, Taiwan, Islândia e Turquia para treinar habilidades equestres. “Os participantes do programa aprendem a andar a cavalo, fazem amizades e conhecem outras culturas, explica Pál Szrnka, presidente eleito do clube”.

6 – … A meningoencefalocele é uma herniação do cérebro e do tronco encefálico, geralmente caracterizada por protrusões na cabeça. A doença é rara em países desenvolvidos, mas ainda aflige muitas pessoas no Camboja e em outras regiões no Sudeste Asiático. A parceria com o Centro Cirúrgico Infantil daquele país, desde agosto de 2013 o Rotary Club de Phnom Penh já ajudou 60 pessoas com esta condição

7 – … Um pequeno grupo de rotarianos percorre vilarejos para identificar crianças e adultos com o problema, que tanto pode estar ligado a condições ambientais quanto ao consumo materno de arroz mofado no começo da gestação. 14 Rotary Clubs e 7 rotarianos do Reino Unido, Austrália, Japão e EUA prestam apoio nas cirurgias, que custam 800 dólares por pessoa.

8 – … Localizado na Ilha de São Cristóvão – que junto com ma Ilha de Névis compõe este país de 272 k2 e 51 mil habitantes no leste do mar do Caribe -, o Rotary Club de Liamiga tem celebrado em setembro o Dia n acional dos Heróis. Na data os moradores do asilo Sadders desfrutam de um almoço com pratos caseiros. “Os idosos se divertem ao conversar com mos jovens visitantes e alguns chegam até a dançar”. Diz alegremente Tuffida Stewart, a presidente do clube. Os rotaractianos sempre estão presentes nessas oportunidades

9 – … O Rotary Club de Tanum foi um dos primeiros apoiadores de Kailash Satyarthi, um ativista indiano que luta pelos direitos das crianças e dividiu o Premio Nobel da Paz de 2014 com Malala Yousadfzai. Dez anos atrás, o rotariano Krister Jansson e sua esposa, Nina, apresentaram o clube para Satyathi, que também é fundador da organização Bal Ashram, um centro de treinamento e reabilitação para vítimas de trabalho infantil no distrito de Jaipur, na Índia.

10 – … O clube financiou a abertura de um poço de mais 50 metros de profundidade que fornece água para todo o centro e o povoado vizinho. Na Páscoa de 2012, os rotarianos de Tanum visitaram a organização e lá assistiram a uma partida de futebol entre os meninos em Campo em péssimo estado. Então durante uma visita do ativista indiano à Suécia, o clube entregou a ele mais de 6.000 dólares para remodelar o campo de futebol. E oito meses depois, os associados suecos aplaudiram quando Satyarthi foi reconhecido pelo comitê Nobel.

 

Marília, maio de 2016

Comissão de Imagem Pública

Oswaldo Segamarchi Filho

Colabodrador


Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Slideshow

Lema Rotário 2015-2016

Lema Rotário 2015-2016

→ Reuniões Semanais

Terças-feiras ás 20:00h

Local: Sede Rotary Club de Marília
Endereço: Av. Brigadeiro Eduardo Gomes, 3255

Contador de Visitas